Agile Brazil 2011 - Fim de Junho, 2011 em Fortaleza - CE

Convidados especiais

  • Jim Highsmith

    Jim Highsmith é consultor executivo para a ThoughtWorks, Inc., e tem mais de 30 anos de experiência como gerente de TI, gerente de produtos, gerente de projetos, consultor e desenvolvedor de software.

    Jim é o autor de Agile Project Management: Creating Innovative Products, publicado pela Addison Wesley em 2004; Adaptive Software Development: A Collaborative Approach to Managing Complex Systems, publicado pela Dorset House em 2000 e ganhador do prestigioso prêmio Jolt Award; e Agile Software Development Ecosystems, publicado pela Addison Wesley em 2002. Jim recebeu o prêmio internacional Stevens Award 2005 por suas contribuições excepcionais para o desenvolvimento de sistemas.

    Jim é co-autor do Manifesto Ágil, membro-fundador da Agille Alliance, co-autor da Declaração de Interdependência para líderes de projeto e co-fundador e primeiro presidente da Agile Project Leadership Network. Jim já prestou consultoria para organizações de TI e de desenvolvimento de produtos e empresas de software nos EUA, Europa, Canadá, África do Sul, Austrália, Japão, India e Nova Zelândia.

    Liderança adaptável: acelerando a agilidade organizacional

    "Oito em cada dez executivos esperam que seu ambiente cresça consideravelmente mais complexo e menos da metade acredita saber lidar com isso com sucesso", segundo um estudo recente da IBM. Uma pesquisa feita pela Escola de Administração MIT Sloan relata que organizações ágeis geram ganhos 30% maiores por ação. O problema da complexidade e a solução de agilidade são questões empresariais que vão além do desenvolvimento ágil de software para a agilidade organizacional.

    Em alguns círculos, executivos e líderes ágeis são repreendicos por comprar pizza e sair do caminho, enquanto em outros eles são meramente convidados a apoiar times auto-organizados. Mas liderar organizações ágeis exige mais que isso. Liderança adaptável requer o entendimento da agilidade estratégica sob a pespectiva do negócio e como práticas como entrega contínua e uma mentalidade de agilidade sustentável podem ser combinadas para criar organizações de TI altamente responsivas que conseguem fazer contribuições significativas para a agilidade organizacional.

    Liderança adaptável tem duas dimensões: Ser Ágil e Fazer Ágil. Esta apresentação irá explorar as atividades que um líder ou executivo ágil deve "fazer", começando com quatro alavancas-chave para a mudnaça: "Faça Menos", "Velocidade-para-Valor", "Qualidade" e "Envolva/Inspire". A seguir, focaremos em como "Ser" ágil — sendo adaptativo, sendo pilotos do paradoxo, abraçando a exploração e adotando um estilo de liderança facilitadora. Esta sessão irá explorar como a Liderança adaptável é essencial para revolucionar organizações de TI.

    Outros aspectos da liderança adaptável cobertos incluirão:

    • Criando um sistema de gerenciamento do desempenho ágil
    • Alinhando esforços de transformação ágil com a estatégia de negócios
    • Ajudando equipes entenderem e entregarem objetivos de negócio, produto e projeto
    • Determinando abordagens ágeis para a operação, o portfolio e a estratégia da empresa.
    • Facilitando um ambiente de trabalho descentralizado e colaborativo
    • Promovendo arquiteturas de TI, de linha de produto e de produto adaptáveis
    • Criando um framework para avaliação de proficiência ágil
    • Criando processos de adaptação organizacional proativos e reativos
    • Criando orientações, treinamento e suporte para entrega ágil
  • Joshua Kerievsky

    Joshua Kerievsky é um empresário, autor, programador e globalmente reconhecido especialista em Programação Extrema e Desenvolvimento Lean. Ele é apaixonado por software de alta qualidade e por descobrir maneiras melhores/mais rápidas de produzí-lo.

    Sua empresa, Industrial Logic, é frequentemente descrita como um "grupo de estrelas de rock ágil" que passou a última década melhorando constantemente sua própria agilidade e ajudando outros a crescerem de iniciantes a praticantes avançados de métodos ágeis. Joshua e seus colegas começam compromissos com avaliações que ajudam grupos a entender seus pontos fortes e desafios atuais, considerar onde eles gostariam de estar amanhã mapear estratégias para atingir esse objetivo.

    Líderes de mercado como Google, GE, HP, Standard Life e ThoughtWorks confiam no e-Learning e em workshops presenciais da Industrial Logic para ajudar milhares de pessoas ao redor do mundo a praticar e aprender habilidades valiosas de Programação Extrema, métodos ágeis e Lean. Joshua e seus colegas são coaches habilidosos que provêm uma mistura de conhecimento técnico, gerencial e empresarial em seu trabalho com executiso, gerentes, clientes, analistas, desenvolvedores, testadores, coaches em treinamento e outros. Eles julgam seus compromissos de coaching pelo quanto conseguiram produzir uma cultura de melhoria contínua.

    Seu best-seller de 2004, Refatoração Para Padroes, ganhou um prêmio Jolt Cola e foi traduzido para 8 línguas, inclusive português. Joshua mora com sua mulher e três filhos em Berkeley, California.

    Priorizando a Felicidade

    Todos nós gostamos de ser feliz, mas quantos de nós priorizamos o trabalho com base na felicidade? Considere as pessoas que compram, usam, vendem ou fazem o seu produto/serviço. Você está focado em fazer todos felizes?

    Quando reflito sobre um grande negócio de Agile eLearning que minha empresa fez com nosso maior cliente, entre 2009-2010, é claro que priorizamos mais a felicidade de alguns indivíduos, e menos a felicidade dos outros. Os negócios menores que estamos fazendo agora com esse mesmo cliente em 2011 revelam a importância de priorizar a felicidade em toda a comunidade de pessoas envolvidas com o nosso produto.

    Priorizar a felicidade nos ajudou a ampliar nosso foco e descobrir o trabalho que realmente importa. Nesta palestra, vou descrever como priorizar a felicidade pode ter um impacto profundo sobre o seu processo, as pessoas envolvidas e seus resultados.

  • Vinícius Teles

    Desenvolvedor de software e fundador da Improve It, empresa criada no Rio de Janeiro, em 2001. Atualmente passa a maior parte do tempo cuidando do Be on the Net, o primeiro produto comercial da empresa. Durante muito tempo trabalhou como coach de equipes XP em diversas organizações do Brasil. Também costumava dar treinamentos e ministrar palestras sobre Extreme Programming. Em 2004, publicou um livro sobre Extreme Programming que é o primeiro e único escrito no Brasil sobre XP.

    2012: o ano em que a Terra parou acabou, porque o software travou

    Embora há muito se saiba que a Terra terá seu fim no dia 21/12/2012, o que poucos sabem é a verdadeira razão. Ao contrário do que se pensa, o fim da Terra não será causado por um cometa, ou por mudanças no seu eixo de rotação, ou por motivos diversos de ordem esotérica. A Terra acabará no dia do GTA, ou seja, no dia da "Grande Tela Azul".

    Durante anos a humanidade se afundou em software mal feito e acumulou débito técnico. Lentamente, de modo gradual, contínuo, e quase imperceptível, a conta cresceu e se tornou impagável. Nesta apresentação, pela primeira vez na história, a humanidade terá a chance de conhecer o verdadeiro futuro que lhe aguarda e terá plena consciência do caos em que se afundará, como consequência de sua negligência na forma de fazer software. E, pela última vez, receberá a chance de colocar a Terra nos eixos e, quem sabe, salvá-la da tão temida "Grande Tela Azul" que lhe espera.

    Naturalmente, essa é uma apresentação pouco convencional, que lhe fará reavaliar suas prioridades, lhe dando a chance de pensar melhor sobre o que fazer com os poucos meses que lhe restam até a chegada da fatídica GTA.